[SENADO] Após acusações de corrupção, senadores declaram inocência, mas dois são cassados

Os senadores que se posicionaram foram Helena Maria, Felipe Raposo e Gabriela Cavalcante

Na manhã deste sábado (11), os senadores Helena Maria (PSB), Felipe Raposo (Rede) e Gabriela Cavalcante (PDT), foram alvo de uma investigação da Polícia Federal, que descobriu doações utilizando o dinheiro da Lei Rouanet para esses senadores. Ao fim da sessão, ficou decidido que os senadores Felipe Raposo e Aimê Gomes terão seus cargos cassados.

Os acusados Helena Maria, Felipe Raposo e Gabriela Cavalcante

De acordo com a polícia, o dinheiro doado para Helena Maria teria sido destinado a um suposto show da cantora Ivete Sangalo, que nunca ocorreu. Com investigação, foram descobertas doações similares para Felipe Raposo e Gabriela Cavalcante.

Declarações calorosas
A senadora Aimê Gomes (PSL) fez declarações em seu Twitter, condenando as ações de seus colegas senadores, o que proporcionou uma série de ataques entre ambos os lados, por meio de placas e cartazes.

A senadora Helena Maria afirmou que a polícia se equivocou ao considerar os comentários feitos por Aimê Gomes, mas defendeu a ocorrência de uma Comissão Ética ao concluir: “não tenho nada a esconder”. O Senador Felipe Raposo complementou a fala de Helena, apontando a existência de corrupção dentro na Polícia Federal.

Sessão secreta

Após debate exaltado, os senadores optaram pela ocorrência de uma sessão secreta, impedindo o trabalho livre da Imprensa. Durante essa sessão, os senadores deliberaram acerca da aprovação de uma Comissão Ética.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *